quarta-feira, 29 de junho de 2011

Não é preciso repetir

Um cristão pode sim repetir uma oração. Jesus, no Jardim do Getsêmani, antes de ser preso e julgado, repetiu a mesma oração por três vezes (Mt 26.36-43).
O que Jesus diz ser errado é a idéia de que Deus atenderá nossas preces se as tornarmos compridas, repetindo-as um sem número de vezes. (Mt 6.7-8). O verdadeiro filho de Deus também não ora como se Deus tivesse a obrigação de atendê-lo. Aliás, é por isso que, apesar de crermos que ele é poderoso para fazer qualquer coisa, sempre dizemos “seja feita a tua vontade se o que pedimos, de fato, contribuir para o nosso bem ou para o bem do próximo e para a tua honra e glória”.

Oremos: Querido Deus, ajuda-nos para que sempre possamos orar com fé que será feita a tua vontade na certeza de que nos darás aquilo que julgas que seja o melhor para a gente. Amém.